Obras do Canal Auxiliar em Criciúma iniciam na segunda quinzena de abril

Criciúma – As obras do Canal Auxiliar ao Rio Criciúma serão iniciadas na segunda quinzena de abril, começando pela praça Nereu Ramos. O prazo da execução da obra no local durará em torno de 90 dias A informação foi repassada na terça-feira (5), pela manhã, no auditório da Acic, durante o terceiro Seminário de Integração Social. “Serão três frentes de trabalho, uma no centro, avenida centenário (próximo carrocerias Becker) e um terceiro ponto que está sendo estudado pela empresa Itajuí”, disse Roberto Luiz Búrigo, coordenador da Unidade Executora Local – UEL do governo municipal. O encontro contou com a participação de lideranças empresariais, representantes do governo municipal e das empresas responsáveis pela obra.

A coordenadora da Defesa Civil, Ângela Mello proferiu palestra sobre as cheias, o lixo e a importância da obra. O presidente da UABC, Edison do Nascimento falou sobre a participação comunitária. “Já foram realizados três seminários. Chamamos o público alvo, mas não estão dando a importância necessária. Essa é uma obra muito grande e vai trazer muitos benefícios”, lamenta Búrigo referindo-se ao número pequeno de participantes.

“A interação com a comunidade é importante, já que haverá muitos transtornos, mas os benefícios serão grandes”, disse o secretário de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Abrahão Artur Souza.

Os trabalhos que são de responsabilidade da empresa J. Leal (vencedora da licitação) envolvem, ainda, oficina de capacitação do fórum da bacia do Rio Criciúma; reuniões do fórum da Bacia do Rio Criciúma; reuniões da Comissão de Acompanhamento de Obras; avaliação e Impactos do Projeto, painéis informativos ( um instalado na praça Nereu Ramos e outro em frente ao Colégio Lapagesse, que auxiliarão os cidadãos no acompanhamento das obras), concurso de redação e produção do livro de autoria dos alunos; seminário sobre coleta seletiva e lixo no Rio Criciúma, entre outros.

A obra consiste na construção de um canal de concreto, tipo seção dupla, de 1,7 km de extensão, paralelo ao Rio Criciúma, na parte

central da cidade. Haverá, também, a reconstrução de quatro pontes e o

desassoreamento do rio da Rua Araranguá até a avenida Centenário, onde um bueiro auxiliar será construído. Os locais de intervenção são: avenida Centenário, rua João Cechinel, Mario da Cunha Carneiro, Antonio de Lucca, Felipe Schmidt, Pedro Benedet, praça Nereu Ramos, rua João Pessoa/calçadão, Henrique Lage, Vitório Serafim e Araranguá.

Já as pontes serão construídas nas ruas Araranguá, Álvaro Catão, Wenceslau Brás e avenida Centenário. Um próximo seminário será realizado, com data e local a definir.

Fiscalização

Por outro lado, uma equipe do governo do Município de Criciúma e do IPAT/UNESC, está realizando vistoria nas calçadas e fachadas das edificações por onde o canal estará passando. Vários estabelecimentos localizados na Praça Nereu Ramos já passaram por vistoria.

O trabalho consiste na realização de levantamento técnico das condições atuais das edificações para fins de cadastramento e monitoramento durante as obras de construção do canal auxiliar ao Rio Criciúma. “Esse trabalho é muito importante, pois se alguma fachada ou calçada sofrer alteração durante a execução das obras, como apresentar rachaduras, ou comprometimento da edificação, por exemplo, a equipe de gerenciamento e fiscalização deverá tomar as medicais cabíveis”, disse Roberto Luiz Búrigo, coordenador da Unidade Executora Local – UEL do governo municipal. A fiscalização seguirá nas ruas João Cechinel, Antonio de Luca, Hercílio Luz, Pedro Benedet, João Pessoa, Henrique Lage e Vitório Serafim.

ai/UNO

UNOPress
UNOPress
A UNOPress é uma Agência de Marketing Digital especializada em Assessoria de Imprensa e Marketing de Conteúdo. Produz conteúdo para diversas empresas que buscam Page Authority e Domain Authority.

Deixe um comentário

Por digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Compartilhar:

Receba Notícias

Posts Relacionados

Mais Recentes