Joinville tem projeto de oferecer bikes à população

Joinville – A exemplo das experiências bem sucedidas no Rio de Janeiro e São Paulo, Joinville poderá contar em breve com um sistema de transporte sustentável com oferta de bicicletas em vários pontos da cidade por estações de embarque e desembarque.

No Rio de Janeiro, a experiência batizada de Bike Rio foi inaugurada em 2011 e já conta com cerca de 70 mil usuários cadastrados e mais de 600 mil viagens já realizadas, uma média superior a quatro mil por dia. O plano prevê a oferta de 600 bicicletas distribuídas por 60 estações.
Em São Paulo o projeto é mais ousado. Estão previstas 300 estações com 3 mil bicicletas.

Joinville, por meio do Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável (Ippuj), quer implantar um serviço semelhante e teve a oportunidade de conhecer o sistema de perto com a experiência trazida pelo Festival de Dança (18 a 28 de julho).

A empresa Samba, do grupo Serttel, em parceria com o Banco Itaú, implantou em caráter experimental durante o Festival de Dança duas estações, uma no Centreventos Cau Hansen e outra na praça Nereu Ramos, com oferta de dez bicicletas em cada ponto. “Tem sido um sucesso”, garantiu o diretor da Samba, Peter Cabral.

Segundo ele, em poucos dias já havia um cadastro de 350 usuários e média de 80 viagens por dia. “Só no domingo após a abertura do festival 130 pessoas retiraram bicicletas e andaram pela cidade”, disse Cabral.

O presidente do Ippuj, Vladimir Constante, e do Instituto de Transporte e Trânsito, Ivo Vanderlinde, reuniram-se com diretores da empresa e do Festival de Dança para ouvir detalhes da experiência e obter mais informações sobre o sistema. “Queremos implantar esse sistema de empréstimo de cicletas para Joinville. Pedimos à Samba que nos passasse um memorial descritivo do sistema com todas as características, informações estatísticas e propusemos que retornem a Joinville na Semana Nacional do Trânsito, de 18 a 25 de setembro, quando, no dia 22, realizaremos a 12ª edição do Dia sem Carro”, disse Vladimir Constante.

O presidente do Ippuj enfatizou que Joinville tem uma forte vocação para o uso de bicicletas por sua topografia plana e uma rede de ciclovias com mais de 100 quilômetros e um plano cicloviário que deve oferecer 300 quilômetros nos próximos anos. “Hoje, nossa pesquisa de origem e destino da população mostra que 12% dos deslocamentos são feitos por bicicleta e queremos ampliar esse percentual para 20%. Para isso, nosso plano prevê a implantação dessas ciclovias integradas às estações do transporte coletivo”.

O sistema usa a telefonia móvel (celular) para a aproximação do usuário à bicicleta. As bicicletas ficam à disposição dos usuários todos os dias da semana, de 6 às 22 horas. Para usar o sistema compartilhado é preciso preencher um cadastro pela internet. A bicicleta pode ser usada por períodos pré-estabelecidos (30 minutos ou uma hora) sem custo quantas vezes por dia o usuário desejar.

Todos os detalhes do sistema da Samba servirão de subsídio para a Prefeitura de Joinville, por meio do Ippuj, montar o projeto para contratação do serviço. A intenção é lançar o edital ainda este ano.

ai/unopress

UNOPress
UNOPress
A UNOPress é uma Agência de Marketing Digital especializada em Assessoria de Imprensa e Marketing de Conteúdo. Produz conteúdo para diversas empresas que buscam Page Authority e Domain Authority.

Deixe um comentário

Por digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Compartilhar:

Receba Notícias

Posts Relacionados

Mais Recentes